CBHP é a “World Skate” – nova denominação da FIRS – no Brasil

Sabatino Aracu – Presidente da World Skate e Moacyr Neuenschwander Junior – Presidente da CBHP

 

O presidente da CBHP – Confederação Brasileira de Hóquei e Patinação – entidade vinculada ao COB – Comitê Olímpico do Brasil , Moacyr Neuenschwander Junior, participou do Congresso da FIRS – Federação Internacional de Roller Sports (esportes sobre rodas) , entidade reconhecida pelo COI – Comitê Olímpico Internacional, que no 3 de setembro de 2017, na cidade de Nanjing, China , aprovou por unanimidade a nova denominação de “WORLD SKATE”.  Única entidade da agora World Skate  no Brasil, a CBHP segue no trabalho do ciclo olímpico, contando com prestígio do presidente da World Skate, Sabatino Aracu, reconhecidamente o mais importante agente da inclusão do Skateboarding e da Patinação de Velocidade nas Olimpíadas e nos Jogos Olímpicos da Juventude. #tamojunto #worldskate #cbhp

Confederações das novas modalidades olímpicas em reunião com o COB – Comitê Olímpico do Brasil

Reunião no COB – Comitê Olímpico do Brasil – no 30/05/2017, com as confederações das novas modalidades olímpicas, sendo a CBHP representada pelo presidente Moacyr Jr. e pelo vice-presidente Flávio Moreira.
Na pauta  o ciclo olímpico para Tokyo 2020, bem como os demais eventos do ciclo 2017-2020.

Moacyr Jr, presidente da CBHP, Agberto Guimarães Diretor Executivo de Esportes do COB,
e Flávio Moreira , vice-presidente e secretário-geral  CBHP

Moacyr Jr, presidente da CBHP, Adriana Behar – Gerente de Planejamento do COB,
e Flávio Moreira , vice-presidente  e secretário-geral CBHP

Agberto Guimarães – diretor executivo de esportes do COB (Comitê Olímpico do Brasil) fala sobre o Skate Olímpico no Brasil

TRECHO DA ENTREVISTA AO BLOG LANCE / LAGUNA OLÍMPICO 

Matéria na íntegra :   http://blogs.lance.com.br/laguna-olimpico/agberto-guimaraes-cob/

Foto : Saulo Cruz / Exemplus / COB

(…)

Pergunta: O skate brasileiro está envolvido em uma polêmica com a CBHP pleiteando para si a organização da modalidade, e a CBSk pedindo reconhecimento do COB, até criando abaixo-assinado oficial. De que forma o COB está lidando com esta situação?

Resposta : “Quando foi proposto ao COI incluir cinco novos esportes, cada um deles tinha que ter uma federação internacional reconhecida pelo COI que fosse o guarda-chuva deste esporte. Na história do movimento olímpico, o caratê lutava para ser olímpico muito antes até do que taekwondo. Não era reconhecido porque tinha várias federações internacionais, de categorias e modalidades diferentes. Não havia uma unidade, e o COI não o reconhecia como esporte, nem levava a chance de ser olímpico.

O taekwondo fez isso muito bem em Seul. Para fazer parte do programa de Seul, tiveram que eleger uma única federação internacional e a partir daí o COI votou para incorporá-lo no movimento olímpico e assim foi.

Quando estes novos esportes foram aprovados para 2020, já se sabia que o skate mundialmente não tinha uma federação única, mas várias associações e federações. A forma criada pelo COI foi incluir o skate na FIRS (Federação Internacional de Esportes sobre Rodas). A partir daí, com a federação internacional foi reconhecida, o COI anunciou para o mundo inteiro quais eram as federações de cada uma das cinco modalidades. Ficamos então esperando que a federação internacional de cada um destes esportes dissesse ao COB qual era a confederação que representava aquele esporte olímpico no Brasil. E a única confederação do Brasil reconhecida pela FIRS e pelo COI para o skate em 2020 é a CBHP (Confederação Brasileira de Hóquei e Patinação), que está em processo de filiação ao COB.

Não pode ter duas confederações representando o mesmo esporte. A partir de agora, o que precisa ter agora é um trabalho entre a CBHP, a única reconhecida até segunda ordem pela FIRS, com o skate, para quem eles façam um trabalho em conjunto. Um é o representante legal da modalidade junto ao movimento olímpico e à FIRS e o outro é a entidade que tem efetivamente os atletas. Eles precisam trabalhar juntos.

Vamos buscar uma aproximação junto às duas confederações no sentido de auxilia-los neste trabalho. Essa briga não leva a lugar nenhum, não ajuda ter dois donos. Há um só canal de comunicação, tem um só representante oficial e um só reconhecido pela federação internacional e pelo COI. É por aí que a gente vai. Nossa interlocução será sempre com o órgão oficial representante daquela modalidade no país. Não posso fazer diferente.”

– Agberto Guimarães – Diretor executivo de esportes do COB

 

 

Leia também (Estadão)  : Nuzman garante ‘carta branca’ a Agberto Guimarães, novo diretor do COB

Outras publicações sobre o assunto

Confederação Pan-Americana de Patinação irá postular a Vice-Presidência da FIRS na próxima Assembleia Geral em Março de 2017

DOCUMENTO EM PDF : CPP-FIRS-2017


En los últimos 46 años Moacyr Junior ha sido atleta internacional de Hockey sobre Patines, entrenador y Dirigente. Él viene liderando la Confederación Brasilera de Patinaje desde 2005 y estará comandando sus destinos hasta 2020 durante todo el ciclo Olímpico para Tokyo/2020 una vez que la CBHP ha sido recién reconocida por el Comité Olimpico Brasilero como el mas nuevo miembro de su familia Olímpica.

Along the past 46 years, Moacyr Junior was an international Rink Hockey player, head coach and sports manager. He is heading the Brazilian Confederation since 2005 and will be leading its courses until 2020, along the entire Olympic cycle for Tokyo/2020 as CBHP was recently recognized by the Brazilian Olympic Committee as the newest member of its Olympic family.

 

Moacyr Jr tem o prestígio das autoridades olímpicas e internacionais

Moacyr Junior – Presidente da CSP – Confederação Sul-Americana de Patinação e Presidente da CBHP – Confederação Brasileira de Hóquei e Patinação , Carlos Arthur Nuzman – Presidente do COB Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Rio 2016, Marcel Stürmer – Atleta da Patinação Artística tetra campeão dos Jogos Pan-Americanos , Bernard Rajzman – membro do COI Comitê Olímpico Internacional e Chefe da Missão Brasileira no PAN, Léo Bengochêa – Técnico de Patinação ; por ocasião da conquista do inédito e único Tetra Campeonato de um atleta brasileiro em Jogos Pan-Americanos.

 

CARLOS ARTHUR NUZMAN – Presidente do Comitê, Organizados RIO2016 , MOACYR JR – Presidente da Confederação Brasileira de Hóquei e Patinação e ROBERTO MAROTTA – Secretário Geral da FIRS – Federação Internacional de Roller Sports